domingo, 16 de agosto de 2009

Ensaios III - Em fim



Não condeno os hábitos dessa sociedade...
Só não os quero pra mim.

E vou na contramão, mesmo sem perceber...
Um dia, encontro um desvio...
Ou batemos de frente.

5 comentários:

ferusth disse...

estou orgulhosa d ser a primeira a comentar... e como eu já havia te falado, vc disse uma verdade incontestavel... ficou perfeito!

Sascha disse...

isso eh um elefante voando com bolas de gás??? queria q a sociedade fosse assim. ia ser divertido!

mta

Monique disse...

Que o desvio não seja um retorno disfarçado.

Amei a imagem!

Mari disse...

Gosto do seu jeito de andar na contramão! Diferente vai se destacando, e os que permitem conhecer essa sua essência, se encantam! =]

Emanuel disse...

Respeito, mas não aceito. Convicção definitiva. Mas cambiante.
Somos resultados dos passos que demos para chegar até aqui. E, mesmo acompanhados, caminhamos com nossas próprias pernas.
E ir na contramão é seguir ao contrário de um rumo estabelecido, ou estabelecer um caminho que mais nos apraz?
Obrigado por me fazer pensar.
Esteja bem.