sábado, 15 de agosto de 2009

Confissões de um Viciado



Os hormônios me despem da vergonha
A vontade de ter-te me queimando
O calor me envolve em suor brando
Na cama, ninguém perde; só se ganha.
Ou perde, dependendo do que for.

O amor, rosa triste, murcha e morta
Desistiu de tentar-me não sei quando
Quando sinto nossos corpos se tocando
Penso em ti - Penso em ti - que não me gosta.
Se gosta, diz-me agora por favor.

Sem você: com outras. Homem complexo
Que te vê quando outras vai olhando
Que te tem quando outras vai beijando
Saiba agora que com ti só quero sexo.
Se o tiver, te dou todo o meu amor.

3 comentários:

Márcio Becker disse...

Que perfeitoo *-*

Adoreiii :D


~~ ILY ~~

Mari disse...

o que o tempo a toa num banco num faz com um ser!... hahahahahaha... ficou massa! =]

Sascha disse...

As vezes vc me assusta,mas gosto de vc mesmo assim, tah?! Suas matanssas de aula estao justificadas agora... uashuashuashuas
Brincadeira!
Muito inspirador seu texto, ficou ótimo!
mta