terça-feira, 16 de junho de 2009

Ensaios II - do tempo



Corre. Tá na hora. Já passou. Se atrasou. Me atrasou.

Corre. Corre. Vai dar tempo. Tem que dar.

Cronometra. Corre, corre. Atrás vem gente.

É mecânico. Automático. Mal dá tempo de pensar.

Corre, corre. Come logo. Tomou banho?

Pega tudo. Põe na bolsa. Tá na hora. Já passou.

Tô bonito? Não importa. Cronometra. Corre, corre.

Já fiz tudo. Ou o que deu. Acabou o dia.

Amanhã tem mais. Ou não.

Talvez o relógio desperte mais devagar...

Corre, corre.

Tá na hora.

Cronometra.

Já passou.

5 comentários:

Ricco disse...

o seu tempo acabou.
muahaahaha

Mari disse...

"Me mato pra não morrer !!"

Luar disse...

É... a vida não pára (sei do acordo ortográfico, mas... aff...), "mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma(...)"...

É bem isso mesmo! Bom! ;-)

Luar disse...

[>>> como diria um conhecido meu: "spam de resposta" <<<]

[Que bom que ficou feliz! ;)
Também fiquei feliz por saber ser a primeira desconhecida!]

Gosto de passear pela net... descobrir blogs... ler o que as pessoas tem para contar...

Belos os seus textos. Já estou a acompanhá-lo. E, claro, voltarei.

Até!

Ana Luisa disse...

Sei bem oq é isso...