quinta-feira, 4 de junho de 2009

d'enfance



Preta e branca vida. Quero colorir.

De azul, faço o céu. Azul a água. Azul à Terra. O sem limites. O tão longe, longo e belo azul.

De verde, eu faço o verde. Árvores e grama, recordações e esperança. O verde que dá vida e que espera vir ver. Que se espera viver.

De amarelo, os miolos das margaridas. Nada de ouro ou riquezas. Pinto os detalhes esquecidos. O pólem. O mel. Algum doce em viver.

De vermelho, eu faço o sangue. O calor, o fogo, a pele. O toque. O romance. O amor que a tantos falta poder dar.

De branco, deixo as nuvens. O passageiro; o irreal. O que é visível, mas não se sente. Não se quer sentir. O ilusório, às vezes tão óbvio.

De preto, deixo as linhas. As divisões. As diferenças. A ordem que desordena. Aquilo que, sobretudo, é sempre mais fácil de enxergar.

10 comentários:

Gabriel disse...

o que seria de mim sem esse blog, passo horas pensando qual sera o post de hoje saks... me divirto acho otimo, finalmente achei algo de nivel na net =D



Gah Moutbatten

feя disse...

hahah... bobo... obrigado!! ^^
Espero não estar decepcionando. =)

Lucas disse...

Adorei o seu texto! Está muito bom.
Gostei muito da relação com o branco, aquilo que "é visível, mas não se sente". É mais ou menos esse o conceito da cegueira branca no Saramago! ;)

As imagens que você coloca me lembraram um verso do Drummond:

"Entre areia, sol e grama
o que se esquiva se dá,
enquanto a falta que ama
procurar alguém que não há"

Mayara. disse...

Que lindo texto! De uma sensibilidade ímpar, posso dizer. Obrigada por ter ido ao meu blog, logo devo postar coisas que façam um pouquinho mais de sentido ^^' Pretendo voltar logo aqui, também!

Beijos,

mayara.

Márcio Becker disse...

Caraca, tu me superando a cada post!
Quem diria que tu iria se dedicar a um blog??
Quem diria??

Continue assim! :D

Abraççoooss mill!

ILY

Lívia disse...

um mundo em cores,ou as cores em um mundo, um pouco no mundo de cada um, mas principalmente no seu mundo.Cores em sentidos, sentimentos..."eu ando pelo mundo prestando atenção em cores q eu n sei o nome..."...cores de Fernando!adoro!

Sascha disse...

As cores... refletem o mundo, mas ocultam a nós. Manifestam todo tipo de reação; desde a leveza à fúria, mas são incapases de compreender e traduzir a capacidade humana.
o paradoxo passou por aki_mta

Anônimo disse...

e vc, meu queridão, é um arco-íris(no bom sentido... rs)... Há dentro de vc o melhor q cada cor pode sugerir... sensível, amável, delicado... bem... é isso q acho, embora nem o conheça pessoalmente ainda...Vou esperar vc crescer mais um poucão pra casarmos... topa? rs

Mari disse...

Apaixonei! Muito lindo Fer! =]

ferusth disse...

"De preto, deixo as linhas. As divisões. As diferenças. A ordem que desordena. Aquilo que, sobretudo, é sempre mais fácil de enxergar."
Eu adorei isso... e você está certo, é sempre mais fácil enxergar as diferenças... mas quando encontramos uma cor em comum a convivencia é fácil, tranquila e natural... (por sua culpa comecei a filosofar tb...)
adorei todos os textos q li ate agora, continue assim.