quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Certeza que não sei



Tudo o mais que escrevo aqui já se cansou de ser escrito. Falta criatividade? Falta inspiração? Falta talento.

A maioria das pessoas já não me motiva mais. As pessoas não têm se motivado muito.

Na esperança de arrancar-me - mesmo que a força - algumas palavras, imaginei a possibilidade de escrever algo sobre mim: eu e só.

Seria isso narcisismo ou independência? Tanto faz. Eu tenho tido muitas dúvidas.

Eu tenho tido muitos problemas. Tenho tido muitas tarefas. Tenho tido muito a decidir.

Eu tenho tido muitas rimas sem sentido. Tenho tido muito em que pensar. Tenho tido muitas ausências.

Ausências de resoluções e de tempo livre em que eu me sinta realmente livre. Ausências. Talvez de algumas pessoas que me inspirassem mais. Ou alguém, só...




- é que no subúrbio do meu coração tem uma casa vazia pra alugar, mas só aceito um inquilino permanente; que queira seguir por um caminho à sombra de árvores de outono e trilhado por flores e aromas primaveris. Caminho este que começa na porta dos fundos da tal casa e encerra-se na parte mais alta do castelo mais nobre desse reino, talvez desconhecido, cá em mim -





...Ausências de narcisismo e de independência.
Ausências que não sei. Certezas que não tenho.

5 comentários:

Emanuel disse...

=)
Ao usar tantos hiperlativos, sinto-me tentado a dizer que sua vida é uma aventura. Só falta mudar os script.
Abraços!!!

Aline Dias disse...

ausencias fazem a gente pensar.

Luar disse...

?????

Será síndrome da falta de "musa inspiradora"?

Vou parar por aqui =)

Cada um tem seu "momento".

^^!

Lilian C. disse...

Nao ter um motivo ou inspiração é ruim. Acho q qnd sentimos ausencia é pq fazemos ela acontecer, fazendo q algo q precisamos se afaste. Beijos e sucesso !

Sascha Rodrigues disse...

Quando a gente sente falta de algo, a buscamos... Mas, as vezes, quando a gente menos espera, ela aparece.
A questão é: Buscar ou esperar?
A resposta é: Não sei, tudo tem seu tempo.

mta, sempre,tah?!